Entendendo o Link Building: Guia Básico

Uma das tarefas que mais tempo nos consome por dentro de nosso trabalho de SEO em um site provavelmente é o Link Building. Além disso, se não sabemos muito bem como funciona, como o Google interpreta e como gerar links naturais e de qualidade, o que teremos, inevitavelmente, é perder um monte de tempo para conseguir nada, e mesmo que o Google nos punida por lei.

Nesta guia básico sobre Link Building, vamos tentar explicar de forma breve e global dos vários pontos que há que ter em conta à hora de começar a pesquisar e receber ligações, bem como vários conselhos para conhecer e controlar tais links.

O que ter em conta ao fazer Link Building

Devemos ter em conta muitos pontos na hora de gerar links. Como é bem sabido, nem todos os links estão equipados não é o mesmo nem são tão relevantes para o Google.

Diversidade nos domínios

O Google analisa uma coisa que se chama “diversidade de domínio”, o que quer dizer que quanto mais ampla for a quantidade de domínios -sempre que sejam de qualidade, melhor. Assim, é melhor ter um link de seis domínios diferentes, que seis links de um único domínio.

Você não vai se posicionar cinco vezes melhor para uma página porque tens cinco links para essa página a partir de um único domínio: a variedade é o gosto, para o Google também.

Conteúdo da página

Isso é algo lógico, mas muitas vezes nos esquecer de que se apresenta uma oportunidade clara de receber uma ligação: se o conteúdo de uma página não tem nenhuma relação com o conteúdo da página a que se dirige o link, ele perde uma quantidade enorme de valor, se não todo, sendo quase nulo o seu efeito.

Por exemplo, se temos um site de camisetas, um link de um blog de moda será mais importante do que um link de um blog de viagem.

Equilíbrio entre links internos e externos

É muito importante que a página em que “situemos” o link desfrute de um bom equilíbrio entre links internos e externos.

Imaginemos que somos Google e chegamos a uma página que nunca teve links externos e de repente aparece um o suspeito não? poderíamos chegar a pensar que há algo de estranho nesse link; e, agora, o caso contrário, se um site tem centenas de links externos, mas conta com muito poucos internos, pensaríamos que este site apenas se dedica a colocar links externos -certamente-pagamento. Além de que esses links quase não passariam valor.

A posição do link

O Google sabe diferenciar muito bem as diferentes partes que compõem um site (cabeçalho, corpo, pé de página, etc), com base na localização do link, este passará mais ou menos valor.

Daí a importância de que o link esteja no corpo do texto, dado que certamente tenha mais relação com ele que, se estivesse no rodapé ou no cabeçalho.

Saiba Mais:  O que é Houseparty? Para que serve? A app essencial no confinamento

Diversidade de Anchor Text

O anchor text (ou texto do link) é o texto em que nós podemos clicar em um link. Se o anchor text há uma expressão relativa à página que aponta, o Google saberá melhor do que se trata essa página, por isso é importante fazer uso de palavras-chave importantes.

Agora vem o difícil, desde que o Google estreou a atualização Penguin é muito importante ter um padrão de anchor text naturais, por isso é importante usar anchor texts diferentes ou naturais, como, por exemplo, do tipo “clique aqui”, “seu site” e usar como anchor text o próprio nome da página ou o seu URL.

Táticas de link building

Existem milhares de táticas de link building, mas pode ser dividida em duas, as táticas, por isso temos que nos ligam de forma natural e por que conseguimos link de forma manual fazendo um trabalho de busca de oportunidades.

Gerar links de forma natural

Para mim esta é a que mais satisfação produz e a que melhores resultados obtém. Consiste em criar conteúdo de qualidade que a gente realmente quer vincular. O desafio está em criar esse conteúdo.

Há várias maneiras de criar conteúdo de destacar que a gente deseja ligar:

Além destas, existem centenas de maneiras de gerar links naturais, seja com páginas 404 originais ou e-mails de confirmação, como o CD Baby, o que fez com que esta pequena empresa de venda de CDs online saltara para a fama.

Gerar links de forma manual

O primeiro que há que fazer na hora de gerar os links de forma manual é encontrar sites relevantes em que queremos obter um link.

Isso pode ser desesperante, mas existem alguns truques que podemos encontrar páginas com conteúdo relacionado com o nosso site e saber se são relevantes ou não.

Para saber se os sites são relevantes ou não, podemos usar a Mozbar (Chrome/Firefox), o que nos mostrará o pagerank e a autoridade do domínio das páginas.

Saiba Mais:  Como usam as marcas

Um presente: neste post de PointBlankSEO encontrará uma lista enorme de estratégias para conseguir links, podendo filtrando-a com dificuldade, tempo necessário e valor.

Controlando os links perigosos

É muito importante não ter links perigosos que apontam para o nosso site e façam com que nós ganharmos uma penalização por parte do Google, para evitar isso, temos que saber perfeitamente que temos links.

Fazer uma lista dos nossos links

Para isso usaremos o Google Webmaster Tools, que em poucos e simples passos nos dar uma lista detalhada de todos os links que o Google detectou:

  1. Logearnos no Google Webmaster Tools
  2. Nos levará ao Tráfego > Links para o seu site
  3. Clicar no link de “mais informação” secção “com mais links para seu site”
  4. Baixar os links mais recentes

Deste modo baixamos uma tabela completa com todos os links que apontam para o nosso site, ordenados pelo dia em que o Google detectou.

A Tag Nofollow

A tag Nofollow diz ao Google que aquele link não o deve seguir, além de impedir que nesse mesmo link transmita valor algum para a página que você está apontando. Ficaria assim o código:

O Google quer que os webmaster que tenham vendido links lhes adicionem essa tag, já que vender links é uma prática penalizada pelos guias do Google. Com relação ao Link Building, mas os links importantes são o que não carregam essa marca, é bom saber que tem que haver um equilíbrio entre links Nofollow e Follow, já que de forma natural se devem gerar links Nofollow em fóruns, comentários em blogs ou redes sociais.

Ferramenta Disavow

A ferramenta Disavow viu a luz no final de 2012 e permite dizer ao Google qual links que quiser ignore. A utilidade desta ferramenta é orientada a se recuperar de uma penalização do Google depois que nos chegue o aviso de alerta por links suspeitos.

Para isso se seguiriam três etapas:

  1. Logearte no Google Webmaster Tools e ir a esta ferramenta
  2. Escolher o domínio certo e clicar em “disabow links”
  3. Fazer upload de um arquivo com a lista de links que deseja que o Google ignore

O arquivo deve ser um txt seguindo este padrão:

É preferível adicionar um comentário antes de cada link, para informar ao Google qual é o motivo por que você quer que ignore esses links.

Ferramentas

Saiba Mais:  Quantas palavras são necessárias para transmitir uma idéia?

Plug-Ins

Conclusão

O link building é um aspecto muito importante, mas nunca deve ser tomada de ânimo leve, se geramos links de forma suspeita ou de sites de baixa qualidade que conseguiremos é estar em risco de ser penalizados.

Sempre tem que ter duas coisas em mente, mais vale qualidade que quantidade e a variedade é o gosto, assim que não seja SPAM e concentra-te nos links que valha realmente a pena.

Artigos relacionados

Planejando o futuro juntos: metas de relacionamento que unem

Desvendando a rigidez de caráter

Primeiros passos no amor: preparando-se para o primeiro encontro

Entendendo o tempo de efeito do suplemento Tribulus Terrestris

Psyllium: um aliado natural na perda de peso semanal

Uma visão detalhada sobre o gambling

Os bebês são difíceis e as crianças são impressionantes!

Como se tornar um diretor criativo

6 dicas para evitar incêndios em sua casa

Torta de doce de leite – uma receita diferenciada

O que é modelagem de ajuste? Como começar como um modelo Fit

maneiras chiques de decorar com cinza um quarto de criança

Como limpar um filtro de máquina de lavar louça para pratos mais limpos

Decoração para leigos: 6 dicas básicas para a casa

Oração da noite

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *