Como fazer um relatório SEO

Os relatórios de SEO apresentam algumas variações com relação aos relatórios de web de análise ou conversão tradicionais que há que ter em conta.

Como é óbvio, é necessário analisar com maior detalhe o tráfego orgânico gerado, mas também há uma série de métricas externas à web (perfil de links, naturalidade e variedade dos links, ranking, relatório de link building), que é relevante para saber o estado de uma página web e que é impossível se obter a partir de uma ferramenta de análise tradicional.

Vejamos quais os pontos que são importantes e os que dar prioridade em um relatório de SEO:

Fontes de tráfego

Embora seja algo elementar, o SEO é normalmente a maior fonte de tráfego de um site. Dar uma visão global ao cliente e a importância que este meio pode ser uma boa maneira de se começar um relatório, sobre tudo em clientes de pequeno ou com um conhecimento limitado do meio online.

Tráfego marca e não marca

Embora a evolução do tráfego de SEO é importante (você cresce, decresce, ou estamos presos?) sua segmentação é ainda mais importante. Saber quais usuários chegam porque procuram o nosso nome de marca -importante incluir erros comuns ao escrevê-lo – é vital para identificar as possíveis causas das variações de tráfego.

Um aumento do tráfego, SEO, pode ser que tenhamos conseguido 50 novos links em uma semana, para que tenhamos otimizado o onsite incrivelmente ou porque, por um motivo totalmente externo a nós, e a empresa tenha sido tendência, as pessoas a ter procurado, e tenha chegado a nossa página. Saber identificar e diferenciar estes pontos é o que nos torna um melhor analista e um melhor SEO.

Truque: Google Trends você pode permitir a verificação de tendências de pesquisa para o nome de sua marca, um produto ou uma seção que tenha tido um súbito aumento do tráfego de SEO.

O not provided

Na hora de marcar o tráfego marca e não marca, dar-lhe-emos com um problema: o tráfico not provided. Em primeiro lugar, tenta explicar ao seu cliente que é o not provided e sua importância.

Dica: Uma forma de poder gerar uma diferenciação de tráfego marca e não marca é extrapolando o tráfego not provided entre os outros dois segmentos, embora quanto maior for a sua percentagem menos confiáveis são os dados obtidos.

Tráfego por landing

Uma vez que as palavras-chave perderam eficácia, identificando a procedência do tráfego, as landing pages são substituídos rapidamente.

Sabendo que a palavra-chave é destinada a cada página, é relativamente fácil identificar o tráfego que expressões que está recebendo. Quando consideramos variações e long tail vemos que temos que nos referir mais a uma temática que, a um conjunto rígido de palavras-chave.

Ranking de palavras-Chave

O ranking de palavras-Chave permite-nos estabelecer uma relação entre o tráfego que recebe e a sua posição nos principais termos barajados na estratégia. Idealmente, existe uma clara correlação entre a posição média dentro do ranking e o tráfego de SEO que se recebe.

Saiba Mais:  SEOPAPESE Funciona? [SEOPAPESE 2.0] Review Completo

Infelizmente as pesquisas personalizadas, influência de redes sociais, influência de localização e histórico de pesquisa, knowledge graph e uma longa lista de etcéteras fizeram com que esta correlação não seja tão importante como costumava, e em contas maduras, pode ser útil não prestar tanta atenção às palavras-chave e os rankings.

A realidade é que, por regra geral, quanto menor for o conhecimento do cliente mais importância lhe dará aos rankings e mais importância deverá dar-lhe em seus relatórios.

Como regra básica, indicar as posições atuais e do mês passado, juntamente com a variação é uma boa idéia. Lembre-se que se o fizer por meio de ferramentas, há centenas que permitem uma medição de rankings, embora as duas que melhor resultado me deram são Authority Labs e SEMrush. Se você decidir fazê-lo manualmente, lembre-se fazê-lo em sessão de navegação anônima, sem estar tenha nenhum serviço do Google. Ainda assim, lembre-se que sua busca será determinada pela sua localização e outros fatores que podem variar.

Dica: Se quiser apresentar um histórico da evolução de rankings ou tenha dúvidas sobre como apresentá-lo ao cliente, confira este post do José B. Moreno sobre a visualização de rankings SEO.

Perfil de links

O perfil de links é um fator determinante para a evolução de uma página web.

Que você esteja recebendo ligações de novos domínios de forma constante é a melhor garantia (juntamente com uma boa otimização on-page) de que seus visitantes vão subir como a espuma. Por isso, parametrizarlo como um elemento essencial da campanha é muito importante.

Ao contrário de todos os rankings, como não é algo que o CEO possa olhar desde o portatil em 1 minuto, às vezes, o cliente dá mais igual. Nestes casos, deveremos encontrar o equilíbrio entre educar o cliente para que ele saiba que é uma métrica importante e não dar muita visibilidade para uma métrica que ainda não entende.

Se você está em um ponto em que a web está perfeitamente otimizado e precisa de um esforço de link building, é importante que lhe demos prioridade para esta métrica. Adicionar o perfil de links da concorrência pode ajudar a meter o conceito de “ego” de forma que se evidencia uma situação de desvantagem.

Como medir o perfil de links? Neste caso, há centenas de ferramentas, desde alexa a moz, passando por majestic ou raven tools. Mojándonos, a nossa recomendação é ahrefs, com uns preços razoáveis, algumas opções gratuitas e um perfil de links extenso, com algumas atualizações constantes.

Informações sobre a concorrência

Além dos dados de links da concorrência, ou comparar a visisbilidad de cada um através de rankings e ferramentas, o ideal em um relatório é que des informação de que estão fazendo realmente os outros.

Por exemplo, se um concorrente está crescendo muito em visibilidade e tráfego, convém analisar o seu blog e canais sociais e os links mais recentes detectados para poder analisar quais as estratégias ou táticas estão dando a esses resultados. Em muitas ocasiões fornecer ao cliente informação de que o esforço de marketing e comunicação que há por trás do perfil de links, misturada com a sua competitividade, pode fazer com que se leve a sério os esforços de link building, link baiting e geração de conteúdos.

Saiba Mais:  Qual o melhor captcha para RankerX? Review 2Captcha vs Deadbycaptcha

Trabalho de link Building

Nem todas as campanhas de SEO incluem um trabalho de link building, mas se o fazem, é recomendado que o relatório inclua uma descrição do trabalho realizado. Tenha em conta que é uma parte do trabalho que o seu cliente não está vendo e, muitas vezes, a descrição do trabalho e saber o que se está fazendo algo é tudo o que você precisa.

Podem ser orientações gerais de link building (como a criação e viralização de conteúdo, com exemplos de resultados) ou uma lista de todos os esforços de link building.

Se você vai pegar a segunda via, é importante que contenham, pelo menos, a seguinte informação:

Além destes aspectos, e dependendo do conhecimento de seu interlocutor, pode ampliar a informação, com os seguintes pontos, embora, na maioria dos casos, seria sobrecarregar o cliente.

Saiba Mais:  Como melhorar o SEO de seu blog facilmente

Explica sempre o que se vê

Embora os dados são importantes, a maioria são acessíveis para uma pessoa com um conhecimento médio de análise e básico de SEO. O que realmente dá valor ao relatório é a explicação que há por trás: se você não vai apresentá-la pessoalmente, é imprescindível que o documento contenha uma explicação:

Seu valor como especialista -ou pelo menos como a pessoa encarregada do SEO na página de outra pessoa – é saber não apenas indicar o estado atual da página de forma simples e compreensível, mas guiar através do seu relatório e sua assessoria as ações de seu cliente, não só para que entenda que tem que fazer e qual o efeito que vai ter, mas que adote a sua visão e se envolva de forma ativa para o SEO de sua página.

Não temos que ter medo de que o aumento do conhecimento sobre SEO do cliente nos mova como SEO ou como agência: Quanto mais você souber o cliente, melhor poderá entender o nosso trabalho e pode ajudar-nos. Se chega um momento em que um cliente decide interiorizar o serviço que lhe prestamos, não é porque lhe tenham ensinado, mas porque não conseguimos nos adaptar à situação e migrar o nosso papel na execução do plano tático e estratégico, que é onde deve estar o nosso maior valor.

E como se faz isso?
Pois, apresentando novas propostas continuamente. Lembre-se que o trabalho de SEO não tem fim, e tem filiais em muitas disciplinas que não podemos nem devemos limitá-lo à análise técnica e ao link building.

Quando o site do cliente seja auditada, propongámosle manutenção, ou otimização técnica para melhorar os tempos de carga. Depois, propomos uma estratégia de conteúdo, uma estratégia de SEO local, a criação de um blog, uma ação de blog hunting, user testing, CRO, Social Media, etc.

Todos esses pontos podem ir desde uma perspectiva SEO e trazer um enorme valor ao cliente, de forma que, se ele assume uma área que nós estejamos sempre subindo para poder dar-lhe um valor maior e mais estratégico. Os relatórios, em última instância, são os que nos dão as perguntas e as respostas sobre qual deve ser o nosso próximo movimento.

Artigos relacionados

O que é o ASO? O SEO das Apps

Como medir resultados de SEO – 40deFiebre

Como escrever um texto sobre SEO que coloque

Como criar uma arquitetura de informação, SEO

Como analisar a sua concorrência em 5 passos

15 dicas para melhorar o SEO com conteúdo

O que é o SEO e por que preciso?

Como fazer um keyword research?

Práticas para dominar o idioma atual

Otimização SEO para landing pages

Manual básico de uma URL para SEO

Os 6 erros mais comuns no SEO de um site internacional

Lista supremo de ferramentas para SEO

Ferramentas para SEO – 40deFiebre

SEO: Como dominar o Google em 10 passos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.