Como escrever conteúdo para SEO

Qualquer blogueiro, redator publicitário, jornalista ou copy, que escreva para Internet, sabe que o SEO é importante. E, no entanto, quanto mais aprendem pior costumam fazê-lo, especialmente do Panda, a atualização do Google que premia o conteúdo de qualidade.

Para redigir textos de SEO só temos que usar o bom senso e, muitas vezes, ter uma lista com essas obviedades enumeradas pode servir de ajuda, espero que os seguintes 10 pontos ajudar a erradicar alguns falsos mitos da redação SEO e a reafirmar que um texto que seja bom para o usuário, sempre será um bom texto SEO.

    • 1. Seja original: É fundamental que os conteúdos sejam totalmente originais. Se coletarmos informações de várias fontes, condensar a informação em conceitos, e a redação de zero a partir deles. Nunca usar a curta-cola.
    • 2. Tenha o seu público-alvo em mente: Não é o mesmo redigir conteúdos para um blog de negócios voltado para executivos que um e-commerce voltado para o preço. Em cada caso, o público vai procurar uma coisa, e se lhes falamos com uma linguagem diferente do que esperam encontrar, pode aumentar a taxa de rejeição e ser prejudicial.Além disso, vamos cuidar da abordagem que damos. Se criamos a descrição de um livro infantil para os pais, haverá que falar de seu valor educativo, se o criamos para a criança terá que contar os elementos da história de uma forma atraente.O Google tem muito em conta o comportamento do usuário, de forma que quanto menor for o índice de rejeição, páginas vistas por usuário consiga, etc., melhores resultados você obterá. Em inglês, a pesquisa também tem em conta, de forma secundária, este linguagem utilizada (média de letras por palavra) em função do público que consome esse conteúdo. Não tenho nenhuma prova de que em Português funcione, mas é interessante, porque tem sentido face ao usuário para tornar o texto mais fácil de entender.
    • 3. Cria textos relevantes: Ter em conta que chega o usuário para a página e apresentar o máximo de informação relevante possível. Sempre tentar gerar valor e dar conteúdo que não esteja em nenhum outro site: pode ser a nível de informação, o formato em que se apresenta, ou a forma de contá-lo.
    • 4. Cuida comprimento: O ideal são textos ricos, de mais de 200 palavras. Dito isso, o principal é que façam sentido no contexto em que estejam, se não há conteúdo para tanto, melhor mantê-lo curto que meter ruído, sem justificação.
    • 5. Atenção para as palavras-chave: As palavras-chave têm que estar no texto. Quanto mais próximo do início estiverem, mais importante, terão de enfrentar o posicionamento.Neste sentido, é conveniente que a palavra-chave apareça nas primeiras 100 palavras, sobre tudo porque, se o texto está falando sobre isso, surge de forma natural. Em casos em que a palavra-chave não tenha sentido em um contexto maior (p. ex.: comprar uma casa é melhor modificá-la adicionando um elo para que tenha sentido, para que cometer erros de sintaxe, de maneira que iria tentar incluir variações como “comprar uma casa” ou “comprar a sua casa”.Cada vez se tem mais em conta a densidade global de todas as páginas de um domínio que cada página individual, assim não há que forçar muitas repetições da palavra-chave, ou pode ser interpretado como keyword stuffing.

Você pode dar uma olhada no nosso guia para pesquisar keywords.

    • 6. Crie texto semântico: o Google está cada vez melhor, identificando sinônimos, por que uma vez cumpridos os requisitos de KW, que não vem mal, se utilizamos sinônimos e variações de uma mesma expressão. O texto será mais natural e o mais rico porque não moveis a mesma palavra ou frase constantemente, e o Google, também o fará.

bebe-lendo

  • 7. Verifica a ortografia e redação: verificação de que não existam erros gramaticais, de sintaxe ou de ortografia. O Google odeia o conteúdo mal escrito, por mais que siga posicionando Yahoo respostas, mas o usuário odeia ainda mais. Há poucas coisas piores do que uma página mal escrita.
  • 8. Utiliza links e negrito: Não há que se tornar obcecado com estes pontos. Se falamos do conteúdo de outra página, é bom colocar um link, e se há uma informação especialmente importante -que pode ou não ser a palavra – chave- o reforçá-la, usando negrito ajudá-lo a se destacar dentro do texto. Não há um acordo sobre o peso de a negrito a nível de SEO, e pela minha parte, não acho que seja uma grande diferença, por isso toma-a como aquilo que é: uma boa maneira de destacar texto para o usuário.
  • 9. Não misture conteúdos: Se estamos fazendo uma web de viagens, e criamos uma página “viagem Real” e outra página “viagens Barcelona”, cada um tem o que falar de um conteúdo totalmente diferenciado. Imagine que nós colocamos uma palavra-chave de uma página em outra,por exemplo “Barcelona tem o segundo maior aeroporto do Brasil, depois de Madrid”. Neste caso, estaríamos arriscando-a que o site de Barcelona comece a posicionar por Madrid. Se de verdade queremos colocá-lo porque é necessário, é conveniente colocar a palavra como um link para a sua página correspondente, assim indicamos para o Google que a página é mais específica para essa palavra-chave.
  • 10. Esqueça-se do SEO: Estas recomendações devem ser óbvias para a criação de um conteúdo, para que o usuário e o Google entendam do que se trata o texto, e que este seja o mais relevante e de maior qualidade possível. Para isso, devemos nos certificar de cumpri-las, mas não excederlas.Muitas vezes você muda o estilo de redação procurando atalhos SEO ou fazendo caso a orientações de fontes duvidosas. É melhor conformar-se com o simples e o estilo pessoal, estando na pele do usuário e usando o senso comum. E se em algum momento duvidamos entre SEO e usuário, sempre utilizador.

Quer ampliar as informações deste post? Você pode ver como escrever um texto sobre SEO que posicioná-la sem entrar muito técnicos, com informações ampliada.

Artigos relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on tumblr