O e-mail de graças na estratégia de captação de leads

Toda a estratégia de Inbound Marketing baseia-se em agregar valor para o usuário. Agregar valor para convertê-los em clientes e fidelizá-los durante o máximo de tempo possível.

Para realizar esta conversão, fazemos uso do lead nurturing. Com ele, estabelecer uma relação de confiança com o usuário, oferecendo conteúdo personalizado e transportándole até o final do processo de compra. Tudo isso com a ajuda de ferramentas de automação de marketing.

A questão é como começamos esse processo? Sem dúvida alguma, a melhor opção é o e-mail de agradecimento.

O que é o e-mail de agradecimento?

Vou começar com a resposta óbvia: é um e-mail que dá as graças por realizar uma ação concreta.

Outra obviedade: para receber este e-mail, o usuário teve que fornecer seu endereço de e-mail previamente.

Assim, dentro da metodologia de Inbound Marketing, definimos um e-mail de agradecimento, como o primeiro contato que o usuário recebe em resposta ao interesse (geralmente em forma de download) por um conteúdo relacionado depois de deixar-nos os seus dados em um formulário.

3 razões para incluir sempre o e-mail de agradecimento

Estamos muito acostumados a este tipo de e-mails. É, muitas vezes, passa despercebido. No entanto, esta comunicação é fundamental por três razões:

  1. Valida o email do usuário. Nem sempre nós coletamos os dados que queremos. Esta é uma boa forma de “obrigar” a que nos deixem seus dados reais.
  2. É de utilidade. Se você quiser de novo o documento, sabe onde encontrar?
  3. Gera um novo ponto de contato com o usuário, abrindo um novo canal de comunicação. Isso é indispensável para começar de forma correta o processo de conversão.

Como deve ser um e-mail de agradecimento?

  • Dá as graças, seja no corpo da mensagem ou no assunto, mas fazê-lo por interesse.
  • Inclui o link de download do conteúdo relacionado pelo qual deixou-nos os seus dados. Registre-se sobre uma frase do tipo “transfere sempre que quiser”.
  • Inclui uma mensagem que manter a comunicação aberta. Deve intuir que voltará a receber um email da sua parte.
  • Aproveita a comunicação para dar um passo a mais no processo de conversão. Por exemplo, inclui uma chamada para a ação orientada para apresentar o seu produto/serviço.

Atenção!

Se o fizer, que seja breve, simplesmente menciónalo e não atosigues. Já você terá tempo de amadurecer a informação.

  • Personalize-o. O ideal é que pareça que você tenha escrito o e-mail expressamente para ele (daí a importância de pedir o nome de pilha). Uma forma muito comum de conseguir este efeito é não usar modelos com o logos, mas um email plano. Também deve ser enviado por conta de uma pessoa real, que seja capaz de responder. Não use o típico no-responder@tudominio.com!
  • Fírmalo. Você deve saber com quem está se comunicando. Você pode colocar apenas seu nome ou você pode adicionar uma assinatura. Isto reforça ainda mais o efeito personalizado da mensagem.

Para finalizar, lembre-se que este tipo de email é tão necessário como o esperado. É uma grande oportunidade para experimentar coisas novas e surpreender, aumentando assim a sua taxa de conversão.

Artigos relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on tumblr