8 erros que vão fazer você fracassar em Marketing de Conteúdo

80% dos responsáveis de marketing acreditam que o marketing de conteúdo é o futuro do Marketing. E 80% é muito, né? Agora, vamos dar-lhe a importância e a relevância que merece, então.

Muitas empresas continuam fazendo marketing tradicional, “push” do marketing, campanhas baseadas em interromper o utilizador, nos irritar, no empujarles a ver um anúncio, para visitar um site, para ver informações que não haviam solicitado. Este marketing, queridas marcas, está morto. E quanto antes o assumam, antes terão de verdade conquista de seus usuários. Porque isto do marketing de conteúdo não é mais do que isso, amor. E para que isso funcione, temos que ter claros alguns pontos. Vamos ver os erros mais comuns cometidos pelas marcas na hora de fazer marketing de conteúdo.

8 erros que vão fazer você fracassar em Marketing de Conteúdo

Não ter uma estratégia definida (e por escrito)

Verifica-se que o principal objetivo da maior parte de empresas com o social media ou dos conteúdos é conseguir vendas, mas no entanto, não são uma estratégia bem definida e por escrito para realmente obter esse objetivo.

Se você não tem estratégia, acredite que você não tem nem idéia do que está fazendo.

Definir pessoas, analisar os temas, formatos e tempos, definir fluxos de trabalho claros, criar equipas de trabalho com funções e tarefas específicas, mapear essas pessoas no funil de vendas, etc. Se isso não existir, o seu trabalho é uma verdadeira perda de tempo.

Falta de planejamento

O planejamento é vital. Você precisa ter uma estratégia clara para alinhar bem o conteúdo com seus objetivos de negócio (ou estará perdendo o tempo). Você precisa desenvolver bem as pessoas para desenvolver conteúdo que impacte e atacar bem as necessidades de seus usuários.

Falta de paciência

Há que perseverar, o sucesso não vem da noite para o dia. E perseverar significa também tentar tentar e tentar. Há que dar oportunidades a nossa estratégia para saber se funciona ou não. Não se preocupe se o primeiro dia não conseguir os seus objectivos, o resultado virá se a estratégia faz sentido e você conhece bem a sua audiência para lhe dar exatamente o que eles precisam (e esta é a chave).

Não ter um chefe de conteúdos

Imagine, por exemplo, o nosso blog corporativo 40deFiebre, somos 8 pessoas escrevendo a cada semana. Se não tivéssemos um chefe de conteúdos o conteúdo não funcionaria tão bem. Precisa de alguém que controle a que se está cumprindo a estratégia, que o calendário editorial se respeita, que os objetivos de negócio estão a ser cumpridos.

Falta de personalidade

A maioria das empresas que fazem marketing de conteúdo, têm uma personalidade e um tom um pouco longe de tudo o que os usuários esperam. Personalidade é limpo, falar para seu e ser diferente na maneira de contar as coisas. Só assim teremos sucesso em nossa comunicação e só assim conseguiremos o tão desejado engagement com os nossos utilizadores.

Falta de ética e transparência

Não traia a sua audiência, que é o pior que você pode fazer. Se alguém assinar sua newsletter, não aproveite a inscrição para envio de comunicações que não esperam. Cuidado com a oferecer-lhes algo que não esperam.

Não entender a sua audiência

Você realmente acha que saber o que você espera para o seu público? Como Se já pensou ou simplesmente se fías as métricas e os resultados de seus relatórios do Google Analytics? Olho com a analítica, a melhor forma de entender sua audiência é perguntar-lhes, e não há outra.

Até que você não entenda claramente quem eles são, o que fazem, que é o que realmente querem, o que lhes importa e quais são seus principais problemas, você não começará de verdade ressoar e conseguir os seus objectivos de negócio.

Fazer conteúdo e esquecer os objectivos de negócio

Falando de objetivos de negócio no último ponto, a maior parte de estratégias de marketing de conteúdo não funcionam porque não há planejamento e não há sequer estratégia. Sem uma correta definição do que quer alcançar e como você vai conseguir, passando por uma correta definição de quem é o seu público e que você tem que dar, não começará de verdade dirigir aos seus usuários no sentido de ser clientes.

Em suma, adelantémonos, e se cometemos erros, que não sejam estes. Caso contrário, não vamos conseguir o que queremos e é claro que não chegaremos ao se apaixonar por ninguém. Para conquistar (e conseguir), há que ter algumas coisas claras de partida. O que tens tu já?

Qualquer coisa que você quiser comentar, em comentários, você pode fazê-lo 🙂

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proibido copiar!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on tumblr