10 mandamentos de um bom assunto de e-mail

Queimar-se, sempre, depois de ler. Não antes. Esta deve ser a máxima para começar.

Está claro. E é que o assunto é o responsável por gerar simpatia (ou o contrário) nos primeiros segundos da primeira impressão virtual que damos à pessoa a quem nos dirigimos e a nossa mensagem (o e-mail em questão). O que na vida offline seria aquele sorriso, gesto, estilo, ar, esse ‘algo’ que nos faz ser o que somos e que, na hora de nos relacionarmos com alguém, mesmo que nos seja possível. Visto assim, é como se para pensar um pouco, não é?

Acima de tudo, não convém salientar algo tão presente por toda parte e que passa inevitavelmente por cultivar o senso comum e o bom gosto. Sempre é um grande investimento. No assunto de e-mail também.

O assunto de um e não é o e-mail inteiro. Isso é uma obviedade, mas nunca é de mais refrescarlo.

E agora vejamos alguns exemplos que o que pretendem é nada mais longe de dar o exemplo: se com eles, incentivando a reflexão e nos colocamos e repensamos algumas coisas que, por não habituais são corretas, outras que estão melhor, mas contam ainda com margem de melhoria e outras que diretamente não se entendem.

Mandamentos de um bom assunto em um mailing

10 mandamentos de um bom assunto de e-mail

1. Você terá dedos de testa (com dois, aceitamos barco)

2. Você vai ter certeza de que chega a calma depois da crise

3. Você vai ter muito presente que você gostaria pequenos?! maiores detalhes são importantes

  • Embora, por vezes, este mesmo recurso tem uma resposta diferente:

4. Se arriscar com os assuntos (para o bem e para o mal)

5. Se replantearás (as vezes que for necessário) se a heterogeneidade é bem

6. Não recurrirás ao sem sentido e/ou soluções pouco afortunadas (em geral)

  • As mentiras, como parte do ‘Sem sentido’

7. Você vai aprender com seus erros (embora por vezes custe caro)

8. Você terá em consideração todos os conselhos que se proponham

9. Levarás contigo a sério a personalização, claro que sim 🙂

10. Se há que renunciar, se renuncia ao assunto (em um caso um nível mais extremo)

Embora pareça radical, às vezes, ignorar ou esquecer o assunto é quase melhor do que incluí-lo. Visto o visto. Devemos cuidar ao máximo até o último detalhe, pois é o assunto do e-mail que enviamos, o que depende em grande medida da abertura do e-mail em questão.

1. Sintetiza

Você deve ser capaz de resumir em uma única linha de texto o conteúdo de seu e-mail para captar a atenção de seu usuário de um primeiro olhar.

Por exemplo, se você está oferecendo aos seus assinantes um desconto de 10% para um curso online de Inbound Marketing, é necessário indicar exatamente isso o assunto de seu e-mail.

2. Personalize

Dirija sempre com nome (e sobrenome) para a pessoa com que você está se comunicando. Incluí-lo no assunto do seu e-mail aumenta significativamente o seu CTR (de acordo com a HubSpot).

Por exemplo, crie listas hiper-segmentados onde ganhar assuntos diferentes, em função dos interesses ou pontos fracos de seus usuários: conecte-se mais com eles.

3. Seja consistente

Ofereça um benefício real para o usuário, para convidá-lo a clicar. Mas não caia na overpromises porque vai acabar gerando frustração.

Um bom exemplo de assunto de e-mail onde se oferece um benefício para o usuário é o seguinte: “Alex, começa hoje 10% de desconto em eletrônicos”.

4. Utiliza linguagem accionable

Começa por um verbo ou utilize palavras que convidem as pessoas a clicar para ler mais, gerando, se for o caso, uma certa urgência. Porque se não conseguir que o destinatário abra o e-mail no momento em que está lendo na sua caixa de entrada do seu email passará automaticamente a fazer parte do “céu de email”.

Por exemplo, um bom assunto de e-mail pode incorporar chamadas temporárias para a ação: “Alex, ganha 15% de desconto só hoje.”

5. Evita cair na pasta de spam

Muitos filtros de e-mail detectados palavras no assunto susceptíveis de pertencer a spam. Recentemente, HubSpot publicou em seu blog uma lista dessas palavras que você deve tentar evitar.

Por exemplo, evite incluir em seu processo de palavras como “compra”, “ganhe”, “compare” ou “urgente”.

6. Ouça aos seus usuários

Tenha em consideração a sua opinião para otimizar seus negócios. Seja através de um questionário ou monitorando as redes sociais: muitas vezes são seus próprios destinatários os que compartilham em suas redes, suas impressões (e soluções), depois de receber um email seu. O Escúchales!

7. Analisa e otimiza

Utiliza a técnica de “teste-erro” com os assuntos de seus e-mails. Apenas medindo as taxas de abertura de seus e-mails, e optimizándolos constantemente, você poderá saber que tipos de negócios funcionam melhor com seu público.

Tenha sempre em conta, por mais óbvio que pareça, que, se não memorizado a atenção de seus usuários no assunto do email, você nunca chegarão a ver o conteúdo do mesmo. Por isso, escolher bem o assunto de seus e-mails é uma peça chave de sua estratégia de email marketing.

Artigos relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on tumblr